O Basset Hound

Imprimir
PDF

  Padrão da Raça
 

Se imagina que os frades da abadia francesa de St. Hubert foram os reais responsáveis pela criação seletiva de várias outras linhas de sangue de hounds franceses para produzir um cão baixo, que portanto teria uma movimentação mais lenta para que o animal pudesse ser seguido à pé. A palavra "Basset", derivada do adjetivo francês 'bas', significa "coisa baixa" ou "um anão". Como a caça era um esporte tradicional na França medieval, não é de se estranhar que muitos dos eficientes hounds de porte pequeno tiveram um lugar reservado nos canis da aristocracia, os quais foram dispersos apenas por causa da mudança do estilo de vida proporcionada pela revolução. No entanto a raça não foi perdida e podemos encontrar menção a ela novamente no livro "Le Chasseur", escrito por M. Blaze em 1850. Por volta do mesmo ano, no livro "Chiens de Chasse", M. Robert escreve: "O Basset é capaz de caçar todos os animais, até mesmo lobos e javalis, mas ele é excelente mesmo para 'caça e tiro' de lebres e coelhos."A primeira vez que um Basset Hound foi apresentado em público, foi na 1ª Exposição Canina de Paris em 1863 no Jardin D'Aclimatation.

Por volta do meio do século 19, os dois maiores criadores de Bassets da França estavam produzindo cães de tipos diferentes, especialmente no que diz respeito à cabeça e aos olhos. Estes dois tipos eram identificados pelos nomes de seus respectivos criadores, M. Lane e Count Le Couteulx. Por serem tricolores e considerados mais glamorosos, os cães de Le Couteulx eram mais bem aceitos na época.Em 1866 Lord Galway comprou na França do Conde de Le Coutleux de Cantelou um casal de cães, o Basset e a Belle, que levou para Inglaterra e de onde nasceu uma ninhada. Em 1872 todos estes cães foram vendidos a Lord Onslow. Sem conhecer a existência deste casal de cães, Sir John Everett Millais importou para Inglaterra, em 1873, um cão chamado Model destinado a ser o iniciador da raça nesse país.

Foi o primeiro Basset Hound a ser apresentado na Inglaterra na Exposição de Wolverhampton em 1875.Sir Millais ficou muito decepcionado por não ter uma cadela para cruzar com o seu macho pelo que decidiu utilizar uma Beagle.Conhecendo-se já em 1877, Lord Onslow obteve um casal de Basset Hounds do Conde Le Coutleux de Cantelou através de Sir Millais deixando este último a linha Beagle em 1878.Sir Millais começou então a criar Basset Hounds puros (sem sangue Beagle) com Garenne, uma cadela filha de Model e Finette, fêmea de propriedade de Lord Onslow que tinha sido importada juntamente com o seu irmão Fino no ano anterior.Depois de sucessivos cruzamentos durante quase vinte anos Sir Millais achou necessário introduzir novo sangue e decidiu utilizar o Bloodhound, de modo a obter cabeças parecidas com esta raça e sabendo, pela experiência que tinha tido com os Beagle, que o regresso à configuração de patas curtas, era uma questão de uma ou duas gerações.Somente ficava por comprovar se a volta à cor inicial se produziria rapidamente. No primeiro cruzamento decidiu utilizar um macho Basset Hound, Nicolas e uma fêmea Bloodhound.

É interessante destacar que já no séc XIX dada a diferença de tamanhos, esse cruzamento foi efetuado por inseminação artificial. Desse cruzamento nasceram doze filhotes anatomicamente muito parecidos aos Basset Hounds mas de cor parecida à da mãe (Bloodhound).

O segundo cruzamento foi entre um Basset hound (Ch Forest) e uma fêmea da ninhada anterior. Nasceram sete filhotes, anatonicamente parecidos a Basset Hounds, seis tricolores e um preto e fulvo como a mãe.O terceiro cruzamento foi entre Boxman, um Basset Hound, e uma cadela da ninhada anterior, Dulce, do qual nasceram quatro filhotes, três tricolores e um bicolor, que não se distinguiam dos Basset Hounds puros.Finamente o quarto cruzamento foi feito entre uma fêmea da ninhada anterior e um Basset Hound, Guignol. Nasceram sete filhotes, quatro tricolores, dois bicolores e um preto e fulvo, que trouxeram o novo sangue necessário, pois eram indistinguíveis dos Basset Hounds puros.Efetivamente, Sir Millais foi um entusiasta da raça e sem dúvida uma das grandes autoridades do Basset Hound. Assim Sir Millais passou a ser conhecido como pai da raça na Inglaterra .Em 1880 o Basset Hound foi reconhecido pelo Kennel Club (Inglaterra), e pouco tempo depois foram importados mais cães da França, tendo a raça sido desenvolvida na Inglaterra pelos seus inúmeros admiradores. Os Basset Hounds tornaram-se muito populares, tendo sido os cães favoritos do rei Eduardo VII e da rainha Alexandra.O Basset Hound Clube foi fundado na Inglaterra em 1884 e o seu primeiro presidente foi o Conde Coutleux de Cantelou. Dois anos mais tarde, Sir Millais julgou em Westminster a primeira exposição do clube, com uma entrada de 120 exemplares.

A raça teve um declínio desde o final do século XIX até o fim da 2ª Guerra Mundial, a partir da qual a sua popularidade aumentou.Atualmente, a raça tem maior expansão na Inglaterra, país onde se desenvolveu, na França e nos Estados Unidos da América.Acredita-se que, nos Estados Unidos, George Washington foi proprietário de Bassets Hounds que o foram presenteados por Lafayette depois da revolução americana.
Em 1883 e 1884, importações da Inglaterra foram feitas por admiradores da raça. Em 1884, na exposição do Westminster Kennel Club, houve uma classe de Basset Hounds e um cão importado da Inglaterra de nome "Nemours" fez a sua estréia diante do público americano. Este mesmo animal, após algumas outras exposições, fechou o campeonato em Boston em 1886. Os primeiros Basset Hounds foram registrados no American Kennel Club em 1885.Desde então, a raça nos Estados Unidos foi gradualmente se desenvolvendo e Bassets começavam a ser bem representados em exposições de maior porte.

Uma atenção ainda maior foi voltada para a raça quando a revista americana Time, na sua edição de 27 de fevereiro de 1928, trazia uma fotografia de um filhote de Basset na capa. A matéria principal era um sumário da 52ª exposição anual do Westminster Kennel Club, no Madison Square Garden em Nova York, vista pelos olhos do filhote.Em 1935, um clube nacional da raça foi organizado nos Estados Unidos, o Basset Hound Club of America. Exposições Nacionais do clube começaram então a ser realizadas, as quais incluíam atividades variadas para esta hábil raça, como expo de beleza, caçada em matilha, atividades de campo, obediência e tracking.Por volta do ano de 1950, o Basset Hound já tinha uma grande popularidade não somente nos Estados Unidos, mas também na Inglaterra e França. Também em vários outros países do mundo já se podia observar o crescimento desta raça tão versátil e digna de confiança.

No Brasil, tivemos Tal-e-Ho's Bentley , (Ch.Am .Tal-e-ho´s top Choice x Ch.Am. tal-e-ho´s Gremlin ),também conhecido como Porter, que chegou ao país no início dos anos 80.



E Também o Gr.Ch. Tal-e-ho´s Hellion ( Ch. Am. Dan-d´s Glimi Of Sanchu x Tal-E-Ho´s Gemini) , importando por Anita cardoso Soares , titular do antigo canil Antique´s Place , aos 10 meses de idade , e veio a ser um influente padreador na criação de sua proprietária e do Cani Big long Blue´s de Alberto salim saber.


Em meados dos Anos 80, Joseph e Brenda Farkas Trazem Slippery Hill Urban Cowboy , chamado de" cowboy" ( Slippery Hill Mel´s Bender x Slippery Hill Favorite ) , neto do Ch.Am. Slippery Hill Hudson , um dos maiores vencedores da raça nos EUA .



Também foram trazidos alguns cães do antigo canil americano Musicland´s ( Musicland´s Jackpot ) , que foram usados principalmente por Alberto Salim e Luiz Paulo Raeder.

Em , 1987 , o criador de Beagles marcelo Tuck Schneider, traz o Scheel´s Sundance Kid "KIDDIE", para Verônica Breia , irmão de ninhada do Ch.Am.DK. Scheel´s First Edition um dos maiores destaques da raça nos EUA 2º colocado na National do BHCA 1985, no Brasil foi acsalado por Alberto salim com a Big Long Blue´s Esmerald , onde um filho seu teve muita importancia e destaque nos nossos cães atuais , Big Long Blue´s New Sun.

O canil Ben canaã vem acrescentando à sua criação cães do canil Norte Americano Bone-a-Part, como o Ch.Am.Can.Br. Bone-a-Part´s Jack´s or Better , o RC e o Bone-a-part´s Casa Di Bacco Ben Canaã. Halcyon Cracerjack, grande vencedor americano e pai de Riveredge Jim Cobert, foi um dos cães que mais influenciaram a forte criação argentina. Jim Cobert , por sua vez um dos melhores reprodutores da Argentina , ganhador de 5 Nacionais do Basset hound Clube Argentino - irmão do Riveredge Lee´s Delilah, era pai de Basilio de Constelacion, chegou ao Brasil aos 10 meses de idade e foi última importação de peso feita para o Brasil ja nos anos 90 por Alberto salim Saber Filho em junho de 1993. Dos que começaram em meados dos anos 90 , destacaram-se o Gr.Ch.Big Long Blue´s Ripley ( Big long Blue´s Kim x Big Long Blue´s Melanie ) , Big Long Blue´s Quixote e Big long Blue´s Abiara.
 
 
 
 

 

Compre agora seu filhote pelo Pagseguro e escolha sua forma de pagamento.


Parceiros

Mídias Sociais


Facebook
Twitteryoutube
O Canil Brave Basset usa ,indica e distribui os produtos da CYNO como alimento dos nossos cães e usa os produtos da Virbac desde vacinas, shampoos, medicamento e produtos de higiene pois estes são os parceiros perfeitos para saúde dos nossos cães.

O vermífugo oficial de nosso plantel é o Endogard